Cientistas desenvolvem chip para tratar cancro do fígado

Tratamento resolve situações inoperáveis

21 outubro 2004
  |  Partilhar:

Um grupo de médicos do Hospital Nacional de Singapura desenvolveu um pequeno chip radioactivo para combater os cancros do fígado inoperáveis e prolongar assim a vida dos pacientes.O tratamento consiste na injecção localizada de um chip que actua através da irradiação da zona afectada, matando as células malignas num raio de 1,5 centímetros. Segundo o diário The Straits Times, os médicos conseguiram fixar o chip na zona afectada, impedindo a sua deslocação pelo corpo humano, o que faria com que matasse outro tipo de células.O dispositivo, denominado BrachySil, é um derivado de um chip de silicone poroso e biodegradável desenvolvido pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, e já foi testado em oito doentes. A esperança de vida dos pacientes com este tipo de cancro em fase terminal, estimada entre seis meses e um ano, poderia melhorar substancialmente com a aplicação deste novo tratamento, por atrasar os efeitos mortais da doença e dar mais tempo para procurar um dador de um fígado para transplante. Em Singapura, cerca de 85 por cento dos 400 casos de cancro que surgem anualmente não podem ser operados, o que demonstra a alta mortalidade do cancro do fígado.Fonte: Lusa

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.