Cientistas descodificam enzimas do corpo humano
07 dezembro 2002
  |  Partilhar:

Investigadores norte-americanos descodificaram um conjunto de enzimas do corpo humano, as quinases, um trabalho que poderá conduzir ao desenvolvimento de uma nova geração de medicamentos.
 

 

Segundo a edição desta semana da revista Science, os investigadores catalogaram 518 genes de proteínas quinases, enzimas que desempenham um papel central no funcionamento das células, sua comunicação e funções mais complexas, como o mecanismo de divisão celular.
 

 

As enzimas são substâncias orgânicas produzidas pelas células que actuam como catalisadoras em certas transformações químicas.
 

 

Os trabalhos descrevem uma centena de quinases humanas que ainda não tinham sido estudadas, estabelecendo uma classificação das mesmas e fazendo comparações entre si.
 

 

O estudo traça ainda um paralelismo com quinases de outros organismos, numa tentativa de identificar o seu papel.
 

 

A actividade excessiva de certas quinases pode ser um factor de cancro, e o papel essencial destas quinases no funcionamento celular torna-as alvos interessantes para o tratamento de outras doenças como a diabetes ou a osteoporose.
 

 

Um dos medicamentos mais promissores contra o cancro, o Glivec do grupo farmacêutico suíço Novartis, utilizado no tratamento de formas agudas de leucemia, é um exemplo do sucesso de uma substância que tem por alvo certas quinases, lembram os investigadores.
 

 

Os cientistas pretendem agora prosseguir os seus trabalhos no sentido de estabelecer uma cartografia completa das quinases do genoma humano.
 

 

"Os inibidores de quinases serão actores maiores na próxima geração de medicamentos dirigidos contra o cancro e outras doenças", explicou Tony Hunter, biólogo do Instituto Salk para Estudos em Biologia, sedeado em La Jola (Califórnia), co-autor do estudo elaborado em conjunto com o laboratório privado Sugen, de São Francisco.
 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.