Cientistas criam imagem 3D do HIV

Trabalho divulgado na Nature

30 maio 2006
  |  Partilhar:

Investigadores da Florida State University produziram em computador imagens 3D do HIV e das proteínas que compõem as suas extremidades, facto que conduz à ligação entre o vírus e as células do sistema imunitário. Para Kenneth H. Roux, principal autor do trabalho publicado na edição on-line da revista Nature, as descobertas poderão estimular o desenvolvimento de uma vacina que impeça a infecção, ao atacar as pontas de proteínas do vírus. "Até agora, a despeito dos estudos intensivos, o desenho das pontas e a sua distribuição na superfície da membrana do vírus foram pouco exploradas, o que tem limitado a compreensão de como realmente ocorre a infecção ", justificou o investigador. Para produzir as imagens 3D, a equipa liderada por Roux usou uma técnica, denominada Tomografia de Microscopia Crio-electrão (cryoelectron microscopy tomography), a qual gera imagens tridimensionais semelhantes às de uma tomografia computorizada, mas à escala de vírus e moléculas, e não de tecidos e órgãos. Os cientistas fotografaram imagens do HIV e de um SIV (vírus da imunodeficiência em macacos) mutantes. Os vírus foram parados num filme líquido e em seguida congelados instantaneamente. Uma vez no microscópio electrónico, os electrões bombardearam as amostras em inúmeros ângulos, amplificando a imagem mais de 43 mil vezes. MNI- Médicos na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.