Cientistas conseguem transformar sangue doado num tipo universal

Estudo publicado no “Journal of the American Chemical Society”

04 maio 2015
  |  Partilhar:
Há anos que os cientistas tentam arranjar uma forma de converter os tipos de sangue A e B em O. Isto porque os portadores do tipo de sangue O negativo são os chamados doadores universais (podem doar sangue para pessoas com qualquer grupo sanguíneo − ABO). Indivíduos com este tipo de sangue não possuem antígenos nem A ou B na superfície das suas hemácias, que são os responsáveis por provocar reações imunológicas. 
 
As transfusões de sangue requerem que o tipo de sangue do dador seja compatível com o tipo de sangue do recetor. Não havendo correspondência, o paciente pode sofrer graves efeitos secundários ou até morrer.
 
Dado o caráter universal do tipo de sangue O, este é muito procurado pelos bancos de sangue e, ainda que todos os dias haja pessoas a doar sangue, continua a ser insuficiente. Daí a importância de estudos como o que foi publicado no “Journal of the American Chemical Society” que procuram uma solução para este problema e se propõem a encontrar uma forma eficaz de transformar os tipos de sangue A e B num tipo de sangue neutro que possa servir para qualquer paciente.
 
Aparentemente, há determinadas enzimas bacterianas que conseguem remover os açúcares dos glóbulos vermelhos, que são os responsáveis por determinar o tipo de sangue. No entanto, estas enzimas não são muito eficientes.
 
Stephen G. Withers e a sua equipa procuraram potenciar a atividade destas enzimas com vista a neutralizar o tipo de sangue.
 
Os investigadores conseguiram aumentar a atividade de uma dessas enzimas e melhorar a sua capacidade de remover os açúcares, de modo que os seus antígenos se tornassem neutros e, desta forma, não fossem rejeitados por nenhum tipo de sangue.
 
Para além dos benefícios que este avanço científico pode trazer no que diz respeito às transfusões de sangue, estes cientistas referem também o papel que poderá vir a desempenhar ao possibilitar o transplante de órgãos e tecidos de dadores que poderiam não ser compatíveis com os recetores.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A.
Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.