Cientistas britânicos criam estômago artificial

Investigação do Instituto Norwich

22 novembro 2006
  |  Partilhar:

Cientistas britânicos criaram o que afirmam ser o primeiro estômago artificial do mundo: uma caixa brilhante que simula a Digestão humana. Construída de plásticos e metais capazes de resistir aos ácidos e enzimas gástricas, o dispositivo poderá levar à criação de super-nutrientes, alimentos capazes de criar a sensação de saciedade, sem realmente fornecer calorias ao organismo. O estômago artificial (patenteado) desenvolvido por Martin Wickham, do Norwich''''s Institute of Food Research, Grã-Bretanha, é um modelo em duas partes, e um pouco maior que um computador portátil. A metade superior é um cilindro com um funil, no qual se introduz comida e onde se misturam o alimento, o ácido e as enzimas. Uma vez terminado esse processo, a comida passa a ser esmagada num tubo de metal. No estômago verdadeiro, o produto desses processos seria, então, absorvido pelo corpo. No estômago artificial, um software define os parâmetros do estômago artificial - quanto tempo a comida deve ficar em cada câmara; respostas hormonais e se o estômago é de um adulto ou de uma criança. A máquina já começou a atrair empresas de todo o mundo: Uma delas está a investigar se uma bolacha é capaz de libertar um certo nutriente no intestino delgado; uma outra empresa quer determinar se a sujidade do solo, que as crianças, por vezes, ingerem, acaba por ser assimilada pelo organismo. MNI-Médicos Na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.