Cientistas analisam sangue de crocodilos

Estudo sobre sistema imunitário de répteis pode trazer novos fármacos

04 setembro 2005
  |  Partilhar:

Os crocodilos costumam lutar entre eles fazendo grandes golpes, mas, apesar de viverem em ambientes onde existem muitos micróbios patogénicos, as feridas são curadas rapidamente e sem infecção. Agora, estudos recentes mostraram que o sangue destes répteis tem forte teor bactericida. Tal como os humanos, os jacarés e crocodilos possuem um sistema de defesa contra bactérias, vírus e fungos, que envolve um grupo de proteínas conhecido como sistema complementar. Em estudos recentes, o norte-americano Mark Merchant, professor assistente de química na McNeese State University, expôs o sangue de jacarés a vírus como o HIV e o vírus do Nilo e verificou que as suas defesas começaram a matar os vírus, sendo muito mais eficaz que o dos humanos. No entanto, explica o cientista, “não há utilidade clínica no seu sangue porque não posso isolá-lo e injectá-lo nas veias humanas, já que o seu corpo reconheceria como não sendo humano." Em vez disso, Merchant e o especialista australiano Adam Britton do Wildlife Management International, em Darwin, esperam descobrir algo no sangue doscrocodilos que possa servir como ponto de partida para o desenvolvimento de novos fármacos. Para isso, concentram-se actualmente no estudo dos glóbulos brancos que constituem o sistema imunitário dos crocodilos.O próximo passo será produzir proteínas idênticas e testá-las para ver se são eficazes a matar bactérias, fungos e vírus. MNI-Médicos Na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.