Cientistas alertam para que se evite a exposição solar

Trabalho publicado na “The Lancet”

07 junho 2007
  |  Partilhar:

 

A melhor forma de prevenir os efeitos nocivos do Sol é evitar a exposição solar directa e usar vestuário que impeça os raios ultravioletas de chegarem à pele, nomeadamente os de fio cerrado em sarja, lã ou poliéster, adverte a revista médica britânica “The Lancet”.
 

 

"Usar chapéu e roupa que proteja do Sol, e reduzir ao mínimo a exposição solar, deveria ser preferido aos protectores solares", de acordo com uma equipa de investigadores dirigidos pelo dermatologista Stephan Lautenschlager, do Hospital Triemli, de Zurique (Suíça).
 

 

Todavia, admitindo que esta solução seja inaceitável para a sociedade actual, e que os protectores solares se convertam no meio predominante de defesa contra o Sol, os autores do estudo aconselham a "não abusar deles para aumentar ao máximo o tempo de exposição". É que embora muitos estudos mostrem que os protectores solares previnem contra os danos causados na pele pelos dos raios UV e o Cancro da Pele, não está provado que impeçam o desenvolvimento do Melanoma - afirmam.
 

 

Quanto aos protectores solares, "a aplicação de uma quantidade generosa é de longe o factor mais importante da sua eficácia, seguida pela uniformidade da aplicação e pelo espectro de absorção específica do agente usado", recomenda o estudo.
 

 

Os protectores solares dividem-se em duas categorias: orgânicos e inorgânicos. Os inorgânicos dispersam os raios UV através de óxidos de zinco ou titânio, mas em geral são menos favoráveis do ponto de vista cosmético devido à sua natureza opaca.
 

 

Fontes: Lusa e Imprensa Internacional
 

MNI- Médicos na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.