Ciclistas profissionais correm maior risco de infertilidade

Estudo da Universidade de Córdoba

02 julho 2009
  |  Partilhar:

Os ciclistas profissionais correm um maior risco de sofrerem de infertilidade, revela um estudo espanhol, apresentado em reunião da European Society of Human Reproduction and Embryology, que sugere aos atletas a congelação de esperma no início da carreira desportiva.

 

Vários estudos têm demonstrado uma relação entre níveis elevados de exercício físico e problemas de fertilidade em ambos os sexos. Neste estudo da Escola de Medicina da Universidade de Córdoba, em Espanha, foram avaliados 15 profissionais de triatlo (prova que engloba a prática de natação, corrida e ciclismo), com uma média etária de 33 anos.

 

Foram retiradas amostras de esperma aos atletas, sob a condição de não manterem relações sexuais nos três dias anteriores aos testes. Quando os investigadores compararam os resultados com o tipo de treino, apenas o ciclismo foi relacionado com uma pior qualidade dos espermatozóides, ou seja, correr ou nadar não foram associados a um baixo número de espermatozóides saudáveis.

 

Em todos os homens - que treinaram uma média de nove vezes por semana nos últimos oito anos - menos de 10% dos espermatozóides tinham uma aparência normal. Geralmente, nos homens férteis, entre 15% e 20% dos espermatozóides têm uma aparência saudável.
 

Nos atletas que percorreram mais de 300 km por semana de bicicleta, a percentagem de espermatozóides com tamanho e forma normais caiu para os 4%. Segundo os cientistas, esta é já uma proporção que indica dificuldade em conceber sem a ajuda de tratamento específico.

 

Em declarações à BBC, Diana Vaamonde, líder da investigação, refere que o calor provocado pelas roupas justas, a fricção dos testículos contra o banco e o stress resultante da grande energia necessária para fazer exercícios tão vigorosos poderiam contribuir para uma baixa qualidade do esperma. Deste modo, a cientista sugere a estes atletas que congelem o esperma no início da carreira desportiva para assegurarem a reprodução.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.