Chumbadas propostas de privados para leccionar Medicina
21 março 2002
  |  Partilhar:

As três propostas de universidades privadas para a criação
 

de cursos de Medicina foram chumbadas, segundo uma resolução
 

oficial a que a Lusa teve acesso.
 

 

De acordo com a resolução do Grupo de Missão para a Saúde,
 

coordenado por Alberto Amaral, as propostas das Universidades Fernando Pessoa, Vasco da Gama e Lusófona foram rejeitadas por não corresponderem aos conceitos estabelecidos pela Comissão Internacional Independente, criada no seio daquele Grupo. "A Comissão só apoiará uma proposta, seja ela pública ou privada, se melhorar, de forma clara, a qualidade do ensino médico
 

em Portugal", frisa o documento.
 

 

Ou seja, segundo a Comissão, só será autorizado um curso
 

privado neste área se for inovador e virado para o futuro, de qualidade excepcional, ou ainda um curso que se destine a resolver necessidades especiais que as escolas já existentes não satisfaçam de forma apropriada.
 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.