Chocolate preto melhora desempenho físico dos desportistas

Estudo publicado no “Journal of the International Society of Sports Nutrition”

28 abril 2016
  |  Partilhar:

O consumo de chocolate preto, para além de beneficiar a saúde cardiovascular, pode melhorar o desempenho físico dos desportistas, sugere um estudo publicado no “Journal of the International Society of Sports Nutrition”.
 

Os investigadores da Universidade de Kingston, no Reino Unido, constataram que o chocolate negro fornece benefícios similares ao sumo de beterraba, o qual é utilizado por muitos desportista de elite para aumentar o seu desempenho. O sumo de beterraba é rico em nitratos que são convertidos em óxido nítrico no organismo, o que facilita a dilatação dos vasos sanguíneos e reduz o consumo de oxigénio, permitindo um melhor desempenho.
 

Neste estudo, os investigadores decidiram averiguar se o chocolate negro poderia fornecer os mesmos benefícios, uma vez que contém a epicatequina, um tipo de flavonoide presente no grão de cacau que também aumenta a produção de óxido nítrico no organismo.
 

Para testar esta teoria, os investigadores contaram com a participação de nove ciclistas amadores que foram divididos em dois grupos. Um dos grupos substituiu, ao longo de 15 dias, um dos alimentos que comiam habitualmente entre refeições por 40 gramas de chocolate negro e o outro por chocolate branco.
 

O efeito do consumo de chocolate foi avaliado através de vários testes de ciclismo. A frequência cardíaca e os níveis de consumo de oxigénio foram medidos durante a prática moderada de exercício e durante determinados períodos de tempo. Após um intervalo de sete dias, os grupos trocaram o consumo do tipo de chocolate e repetiram os testes.
 

Os investigadores constaram que, após o consumo de chocolate negro, os ciclistas utilizavam menos oxigénio durante a prática de exercícios moderados e também percorriam uma maior distância em dois minutos.
 

“Tanto o chocolate negro como o sumo de beterraba são conhecidos por aumentar os níveis de óxido nítrico, que é o mecanismo que acreditamos que seja responsável por estes resultados. Agora constatámos que as pessoas podem praticar exercício eficazmente ao longo de mais tempo após comerem chocolate negro”, revelou, em comunicado de imprensa, um dos autores do estudo, Rishikesh Kankesh Patel.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.