Chocolate aumenta função cognitiva

Estudo publicado na revista “Appetite”

26 fevereiro 2016
  |  Partilhar:

O consumo de chocolate, pelo menos uma vez por semana, pode aumentar a função cognitiva, sugere um estudo publicado na revista “Appetite”.
 

Vários estudos têm indicado que o consumo habitual de chocolate pode ser benéfico para a saúde. Um estudo recentemente publicado sugeriu que o consumo diário de chocolate durante a gravidez era benéfico para o crescimento e desenvolvimento fetal. Um outro estudo também defendeu que o consumo diário de chocolate poderia diminuir o risco de acidente vascular cerebral (AVC) e doença cardíaca.
 

Contudo, na opinião de um dos autores do estudo, Georgie Crichton, pouco se sabe sobre a relação do consumo de chocolate e a função cognitiva ou saúde do cérebro. Assim, neste estudo, os investigadores da Universidade do Sul da Austrália analisaram os dados de 968 indivíduos sem demência que tinham idades compreendidas entre os 23 e os 98 anos.
 

Através de um questionário de frequência alimentar, os investigadores analisaram o consumo de chocolate dos participantes ao longo de 30 anos.
 

A função cognitiva dos participantes foi avaliada através de uma série de tarefas que testaram a memória visual-espacial e organização (a capacidade de compreender e lembrar as relações espaciais entre os objetos), a memória de trabalho (que envolve a capacidade de processar informações novas e antigas), a memória verbal (caracterizada pela capacidade de recordar palavras e outros fatores relacionados com a linguagem) e, por último, a capacidade de analisar e seguir objetos específicos.
 

Os investigadores apuraram que os indivíduos que consumiam chocolate pelo menos uma vez por semana tinham um melhor desempenho em todas as tarefas cognitivas, comparativamente com aqueles que nunca ou raramente comiam chocolate.
 

Após terem tido em conta outros fatores que poderiam influenciar os resultados, incluindo idade, sexo, nível de educação, pressão arterial, níveis de colesterol e glucose, consumo de álcool e ingestão total de calorias, os investigadores verificaram que os resultados se mantiveram inalterados, com a exceção da memória de trabalho.
 

De acordo com Georgie Crichton, estes resultados não são surpreendentes uma vez que o cacau contem flavonoides que melhoram o fluxo sanguíneo no cérebro. Além disso, relembra, o chocolate tem também pequenas quantidades de cafeína que podem aumentar o estado de alerta.
 

Os investigadores referiram ainda que os benefícios do chocolate não estão apenas confinados ao chocolate preto, uma vez que o estudo incluiu participantes que consumiam chocolate preto, de leite e também chocolate branco.
 

O estudo alerta, no entanto, para o facto de o chocolate ter conteúdos elevados de gordura e açúcar, que podem conduzir ao aumento de peso se consumido em excesso, aumentando consequentemente o risco de doenças cardíacas, diabetes e outras condições. Contudo, com base nestes resultados, o consumo moderado de chocolate pode ser benéfico e fazer parte de uma dieta e estilo de vida saudáveis.
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.