China vende pela primeira vez patente de medicina tradicional

Farmacêutica britânica adquire licença

31 julho 2007
  |  Partilhar:

 

A academia médica militar da China vai conceder uma licença do seu novo medicamento anti-demência baseado na medicina tradicional chinesa à farmacêutica britânica Phytopharm.
 

 

Esta é a primeira vez que a China vende a um país estrangeiro uma patente de medicina tradicional chinesa.
 

 

Depois de 10 anos de esforços, uma equipa da Academia de Ciências Médicas Militares do Exército de Libertação Popular (ELP, o maior do mundo), dirigido por Ma Baiping finalizou a síntese deste fármaco, denominado NJS. Segundo o acordo, cujos valores não foram revelados, a academia irá vender a patente à empresa britânica, sendo que esta fará os testes médicos necessários para promover o produto no mercado internacional, adiantou a agência oficial de notícias Xinhua.
 

 

O director da Phytopharm, Daryl Rees, assinalou que os países ocidentais têm uma percepção negativa da medicina tradicional chinesa, mas que os resultados pré-clínicos do fármaco são muito promissores.
 

 

Fonte: Lusa
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.