Cheiro dos automóveis novos pode ser nocivo, e até cancerígeno
19 dezembro 2001
  |  Partilhar:

O cheiro dos automóveis novos pode ser nocivo para a saúde e até cancerígeno, anunciou hoje a Organização para a Investigação Científica e Tecnológica australiana (CSIRO - sigla em inglês).
 

 

O director do departamento do CSIRO para o Controlo da Qualidade do Ar, Steve Brown, disse em conferência de imprensa que investigações realizadas desde há dois anos revelam que os automóveis novos emitem gases que contêm produtos químicos, como a benzina, que causa dores de cabeça, náuseas e enjoos.
 

 

A inalação involuntária desses fluídos pode também causar cancro e anomalias nos fetos, acrescentou o cientista australiano.
 

 

"Os materiais como o plástico e o vinil, utilizados na construção de automóveis, emitem esses gases em quantidades superiores às aceites pelo Conselho Nacional de Saúde e Investigação Médica Australiano", explicou Brown.
 

 

"Os automóveis novos contêm 83 microgramas de benzina por metro cúbico. A benzina é um conhecido agente cancerígeno.
 

 

No Reino Unido recomenda-se que a exposição à benzina se limite a 16 microgramas por metro cúbico", acrescentou Brown. Os veículos novos emitem esses gases tóxicos até doze meses depois do seu fabrico.
 

 

Fonte: Lusa
 

 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.