Chá dá longa vida

Bebida aumenta capacidade do sistema imunológico

06 maio 2003
  |  Partilhar:

Este não é o primeiro estudo sobre os benefícios do chá. Desta vez, cientistas norte-americanos descobriram que o chá pode ajudar a aumentar a capacidade do sistema imunológico, ajudando no combate de infecções, por exemplo.
 

 

Segundo o estudo, pessoas não-habituadas a tomar chá que tomaram entre cinco e seis pequenas chávenas da bebida por dia, durante duas semanas, aparentemente estavam mais resistentes a infecções bacteriológicas.
 

 

As experiências realizados em laboratório revelaram que um ingrediente presente nos chás pretos e verdes amplia a capacidade das células do sistema imunológico de atacar bactérias.
 

 

As pesquisas usaram etilamina, que é produzida quando a L-teanina é dissolvida no fígado. Os estudos sugerem que a etilamina, que também pode ser encontrada em vegetais e vinho, deve afectar outras patologias, incluindo parasitas, vírus e, talvez, tumores.
 

 

Com base nessas descobertas, as pessoas que queiram livrar-se de doenças dessas naturezas devem acrescentar determinados tipos de chá na sua dieta, disse o doutor Jack F. Bukowski, do Brigham and Women''s Hospital and Harvard Medical School, em Boston (EUA).
 

 

Bukowski acredita que as pessoas mais velhas vão beneficiar bastante se incluírem esses chás na alimentação diária. «Não acredito que haja qualquer desvantagem em tomar chás diariamente», acrescentou o médico.
 

 

No entanto, Bukowski acrescentou que mesmo as pessoas que tomam chá regularmente ficam doentes. E é por isso, adianta o especialista, que não devem deixar de lado os medicamentos.
 

 

Durante o estudo, Bukowski e sua equipa mediram a actividade das células «gama delta T» do sistema imunológico de pessoas que normalmente não tomam chá.
 

 

As células gama delta T são parte do sistema imunológico, responsáveis por prevenir e reduzir os efeitos das doenças. Estudos comprovaram que a exposição dessas células à etilamina amplia a sua capacidade para impedir o desenvolvimento de doenças.
 

 

Os cientistas extraíram células gama delta T dos pacientes e expuseram-nas à etilamina. Depois que as células foram colocadas em contacto com bactérias, os investigadores perceberam que aquelas que não foram expostas à etilamina não realizaram nenhum ataque contra as bactérias. No entanto, as células previamente em contacto com o componente do chá multiplicaram em dez vezes as suas capacidades de combater as bactérias.
 

 

Traduzido e adaptado por:
 

Paula Pedro Martins
 

MNI-Médicos Na Internet
 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.