Cesariana é mais comum nas epilépticas

Estudo publicado na “BJOG”

04 novembro 2010
  |  Partilhar:

As mulheres grávidas com epilepsia, especialmente as tratadas com antiepilépticos, são submetidas, com maior frequência a cesariana e mais propensas a sofrerem hemorragia pós-parto, segundo um novo estudo publicado na revista “BJOG” que alerta, contudo, para que estas mulheres não deixem de tomar a medicação.

 

A equipa liderada por Ingrid Borth, da Universidade de Bergen, Noruega, utilizou dados do registo nacional de nascimento daquele país para analisar informações sobre mais de 365 mil mulheres que deram à luz entre 1999 e 2005. Do total, 0,8% (2.805) tinham ou tiveram epilepsia.

 

Segundo reforçam os cientistas, a maioria das mulheres com epilepsia tem baixo risco de complicações durante o parto, e podem ter um parto vaginal, contudo, este grupo tende a registar mais situações de cesariana, especialmente planeadas, e as mulheres que tomam  antiepilépticos tendem mais a ter um parto induzido, assim como a sofrerem de hemorragia pós-parto, em comparação com as mulheres que não sofrem da patologia.

 

A epilepsia foi particularmente associada com um risco aumentado da necessidade de uma cesariana: 50% maior no grupo que não tomava antiepilépticos e 90 % no grupo tratado farmacologicamente. A hemorragia pós-parto também foi mais comum nas mulheres sob medicação antiepiléptica: 19 %, em comparação com menos de 14 % das pessoas sem epilepsia. Os autores atribuíram o aumento da frequência da hemorragia aos fármacos.

 

Os fármacos, dizem especialistas, aumentam o risco de hemorragia vaginal durante a gravidez, talvez devido à sua capacidade de induzir deficiência de folato ou dos seus efeitos sobre a vitamina K, que está envolvida no processo de coagulação. Os investigadores especulam ainda que o aumento da taxa de cesariana possa dever-se ao facto de os obstetras considerarem e planearem uma cesariana por receio de complicações, decorrentes da doença, na altura do parto.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.