Cerveja tem efeito anti-inflamatório

Estudo da faculdade de Medicina da Universidade de Innsbruck

06 março 2006
  |  Partilhar:

 

Beber cerveja actua positivamente sobre os processos inflamatórios e algumas doenças crónicas, de acordo com um estudo divulgado pela Innsbruck University School of Medicine, na Áustria.
 

 

Segundo um comunicado de imprensa da equipa de investigadores, liderada por Dietmar Fuchs, as experiências realizados com células sanguíneas demonstraram que a cerveja pode bloquear algumas infecções e doenças crónicas. Os autores do estudo, realizado na secção de biologia química da universidade austríaca, asseguram que a cerveja parece aumentar a produção da chamada "hormona da felicidade", a serotonina, um neurotransmissor que exerce um papel importante no humor. O estudo também confirmou que a ingestão de cerveja tem um efeito tranquilizante sobre quem a bebe.
 

 

Os cientistas destacam, no entanto, que o facto de beber cerveja não implica necessariamente a ingestão de bebidas alcoólicas, dado que o efeito positivo do sumo de cevada também se faz notar quando este não contém álcool.
 

 

As substâncias contidas nos extractos de cevada parecem ter um impacto parecido ao que se atribui ao vinho tinto, ao chá verde e ao preto no organismo, cujo efeito positivo para a saúde, reconhecido cientificamente, prende-se com a prevenção das doenças coronárias.
 

 

Médicos na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.