Cerveja aumenta o risco de desenvolver gota

Estudo comprova relação

28 abril 2004
  |  Partilhar:

Cientistas provaram que o consumo de bebidas alcoólicas, principalmente a cerveja, pode levar a um aumento do risco de desenvolver gota, uma doença que afecta principalmente as articulações. A teoria indicava que o álcool leva o organismo a aumentar a produção de ácido úrico. E quando o ácido úrico é depositado nas articulações estimula uma reacção inflamatória intensa, e, como consequência, instala-se a doença. Embora houvesse essa suspeita de ligação entre a gota e as bebidas alcoólicas, não havia provas científicas.Agora, um estudo feito com 47 mil homens veio comprovar as teorias. A investigação provou que os homens que bebem cerveja em demasia têm 2,5 vezes mais riscos de desenvolver a doença do que homens que não bebem.O estudo, publicado na revista médica britânica The Lancet, foi realizado por uma equipa do Massachusetts General Hospital. A equipa constatou ser menos provável que a doença esteja ligada ao consumo de destilados e também não registou aumento de risco de desenvolver gota em pessoas que bebiam vinho com moderação.Os investigadores acompanharam 47 mil profissionais da área médica durante 12 anos, período em que 730 desenvolveram gota. E os homens que bebiam dois ou mais copos de cerveja por dia tinham um risco 2,5 vezes maior de gota em relação aos que não bebiam. A mesma quantidade de destilados elevou o risco, mas, nesse caso, tornou-se apenas 1,6 vezes maior.Para o líder do estudo, Hyon Choi, estes resultados sugerem que determinados componentes não-alcoólicos - que variam consoante os diversos tipos de bebida -  desempenham um papel importante na incidência de gota.A chave para este mistério pode ser os compostos chamados purinas, encontrados em grande quantidade na cerveja, mas em quantidade menor noutras bebidas alcoólicas. O cientista acredita que as purinas actuem sobre o ácido úrico no sangue para aumentar os efeitos do próprio álcool.Embora a doença seja tratada com facilidade, as complicações podem causar lesões nos rins. E a incidência de gota tem vindo a aumentar nos países desenvolvidos nos últimos 30 anos.Num comentário publicado na mesma edição da The Lancet, Qing Yu Zeng, do Hospital da Universidade de Shantou, na China, disse que a causa da gota está relacionada com os factores genéticos e ambientais, mas o aumento da incidência de doença deve-se principalmente a factores ambientais. «O aumento do consumo de bebidas alcoólicas é um desses factores ambientais.»Traduzido e adaptado por:Paula Pedro MartinsJornalistaMNI-Médicos Na Internet 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.