Cerrar a mãos pode fortalecer a memória

Estudo publicado na revista “PLOS ONE”

09 maio 2013
  |  Partilhar:

Investigadores americanos sugerem que cerrar as mãos pode ajudar a fortalecer a memória, dá conta um estudo publicado na revista “PLOS ONE”.
 

Estudos anteriores já tinham demonstrado que cerrar a mão direita ativava o hemisfério esquerdo do cérebro enquanto cerrar a mão esquerda ativava o hemisfério direito. Esta ativação foi associada a emoções, nomeadamente o cerrar da mão direita com felicidade ou raiva e a esquerda com tristeza ou ansiedade.
 

No que diz respeito à memória, os investigadores da Montclair State University, nos EUA, concluíram que cerrar a mão direita pode ajudar a fortalecer a formação da memória e enquanto a mão esquerda pode ajudar na recordação de uma memória.
 

De forma a chegar a esta conclusão os investigadores, liderados por Ruth Propper, contaram com a participação de 50 adultos, os quais foram divididos em diferentes grupos. Os participantes foram convidados a memorizar e posteriormente recordar um conjunto de 72 palavras. Um dos grupos cerrou o punho direito 90 segundos imediatamente após a memorização das palavras tendo feito a mesma ação imediatamente antes de as recordar. Um outro grupo cerrou a mão esquerda antes das duas tarefas. Os participantes de outros dois grupos cerraram uma das mãos antes de memorizarem as palavras e a mão oposta após a recordação das palavras. O quinto grupo nunca cerrou as mãos em nenhuma das ocasiões.
 

O estudo apurou que os participantes que cerraram a mão direita antes da memorização da lista de palavras e que cerraram a mão esquerda antes de recordarem as mesmas obtiveram melhores resultados. Este grupo também obteve melhores resultados comparativamente com aqueles participantes que nunca cerraram os pulsos, apesar de a diferença não ter sido estatisticamente significativa.
 

“Estes resultados sugerem que a realização de simples movimentos corporais, modificando temporariamente o modo como o cérebro funciona, podem melhorar a memória”, revelou, em comunicado de imprensa a investigadora.
 

Os autores do estudo sugerem que o efeito de cerrar dos pulsos tem na memória pode estar relacionado com a ativação de regiões específicas do cérebro envolvidas na formação da memória.  
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.