Cerejas diminuem ataques de gota

Estudo publicado na revista “Arthritis & Rheumatism”

02 outubro 2012
  |  Partilhar:

A ingestão de cerejas diminui o risco de ataques de gota, sugere um estudo publicado na revista “Arthritis & Rheumatism”.
 

A gota é uma doença inflamatória despoletada pela cristalização de ácido úrico nas articulações que causa tumefação, rubor, dor e calor. Apesar de haver vários tratamentos disponíveis, os pacientes com gota continuam a ser afetados por recorrentes ataques. Como resultados os pacientes e os investigadores têm procurado outras formas de prevenção da doença.
 

Estudos anteriores já tinham revelado que os produtos resultantes das cerejas conseguem diminuir os efeitos do ácido úrico e apresentam também propriedades anti-inflamatórias, tendo assim potencial para reduzir a dor da gota. Contudo, até à data não havia nenhum estudo que indicasse se o consumo desta fruta poderia diminuir o risco dos ataques de gota.
 

Neste estudo os investigadores da Boston University, nos EUA, recrutaram 633 pacientes com gota, com uma média de 54 anos, que foram acompanhados ao longo de um ano. Os participantes foram questionados relativamente ao início dos sintomas, toma de medicação, presença de fatores de risco e também quanto consumo de extrato de cerejas antes dos ataques de gota.
 

Os investigadores observaram que, entre os participantes que tinham consumido cerejas, 35% tinha comido cerejas frescas, 2% ingeriram extrato deste fruto e 5% ingeriram as duas formas. Foi verificado que durante o período de acompanhamento ocorreram 1.247 ataques de gota.
 

O estudo apurou que o consumo de cerejas e de extrato diminuía em 35% risco de ataques de gota. Os sintomas continuaram a diminuir com o aumento do consumo de cerejas, três porções durante dois dias. A continuação do consumo de cerejas não apresentou nenhum benefício adicional. Contudo, o seu efeito protetor prolongou-se mesmo após ter sido tido em conta o sexo, massa corporal, consumo de purina, álcool e diuréticos.
 

Os investigadores liderados por Yuqing Zhang verificaram ainda que o consumo de cerejas em combinação com a toma, de um fármaco para a redução do ácido úrico diminuía em cerca de 75% os ataques de gota.
 

Apesar de estes resultados serem promissores Allan Gelber do Johns Hopkins University School of Medicine e Daniel Solomonda da University School of Medicine aconselham os pacientes com gota a não abandonarem os seus tratamentos atuais.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.