Cérebro de surdos compensa com maior acuidade visual

Estudo publicado na revista "Nature Neuroscience”

20 outubro 2010
  |  Partilhar:

O cérebro das pessoas que nascem surdas pode transferir a área implicada na audição para estimular a visão, refere um estudo canadiano realizado em cobaias e publicado na revista "Nature Neuroscience”.

 

A visão periférica melhorada, que muitas vezes os deficientes auditivos apresentam, deve-se à utilização da parte do cérebro responsável pela audição periférica.

 

Investigadores da University of Western Ontario estudaram gatos surdos para analisar que partes do cérebro eram responsáveis por essa compensação.

 

Os gatos foram submetidos a testes que consistiam em colocar luzes que piscavam na periferia da visão normal. Quando o córtex auditivo – a parte do cérebro que normalmente processa a informação sonora – foi desactivado temporariamente, a visão periférica dos gatos também parecia ter sido desactivada. A equipa de investigadores também verificou que a parte do córtex auditivo responsável foi a que normalmente detectaria os sons periféricos.

 

Em declarações à BBC, Stephen Lomber, líder da equipa de investigadores, explicou que estes factos indicam que “o cérebro é muito eficiente, não desperdiça espaços não utilizados, compensa o sentido perdido com aperfeiçoamentos benéficos”. 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.