Cérebro de enólogos reage de forma mais racional perante o vinho

Prazer na degustação é aumentado

27 maio 2003
  |  Partilhar:

A parte do cérebro que comanda o pensamento é activada quando um enólogo bebe vinho, aumentando o prazer na degustação, o que não acontece num consumidor normal, concluiu um estudo apresentado em Roma.
 

 

Durante o estudo, que avaliou a capacidade perceptiva e aprendizagem cerebral, foram visualizadas as zonas do cérebro que se activaram em sete enólogos e noutros tantos consumidores de vinho normais enquanto bebiam.
 

 

«Através de ressonâncias magnéticas comprovámos que no cérebro dos peritos são activadas tanto partes do hemisfério direito como do esquerdo, enquanto que, nos outros casos, apenas o lado direito, o das emoções, dá sinais de movimento», explicou Gisela Hagberg, especialista em reabilitação cerebral.
 

 

Os participantes na experiência beberam primeiro um copo de água com açúcar, a que se seguiram vinhos de distintas classes de forma a averiguar que zonas do cérebro se activavam em cada caso. Como explicou Hagberg, «os enólogos utilizam o lado esquerdo do cérebro relacionado com o pensamento, o que implica uma maior satisfação na degustação do vinho».
 

 

O estudo concluiu ainda que esta zona do cérebro é activada devido a um maior conhecimento e aprendizagem dos peritos em vinho. A actividade das diferentes zonas do cérebro foi medida na fase prévia e posterior à ingestão do vinho. A principal diferença entre o perito e o consumidor normal reside na degustação, momento em que o enólogo activas a zona do cérebro ligada ao pensamento.
 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.