Cérebro aprende a «tocar piano» em poucos minutos

Ciência destrona teoria musical

15 outubro 2003
  |  Partilhar:

Ao contrário do que os professores de música têm vindo a ensinar, para executar músicas no piano sem olhar para as mãos é preciso apenas alguns minutos. A teoria que contraria as teses de ensino de música chegou através de um estudo feito no Instituto de Fisiologia da Música e da Medicina dos Músicos, em Hanover (Alemanha).O estudo, publicado esta semana na revista «BMC Neuroscience», mostrou que um mapa cerebral ligando os movimentos da mão e determinados sons é formado rapidamente. Tocar um teclado imaginário, por exemplo, estimula áreas do córtex ligados à audição e, em contrapartida, ouvir música estimula áreas do córtex ligadas aos movimentos. Quando um pianista ouve música, portanto, é normal que ele mexa os dedos involuntariamente.Para descobrir com que rapidez essas conexões se formavam, os cientistas aplicaram a estudantes de piano iniciantes dez sessões de treino de 20 minutos cada uma durante cinco semanas. Nas sessões, os estudantes tinham de tocar uma sequência de acordes num piano digital sem poder observar as teclas ou as próprias mãos. Os nomes dos acordes também não podiam ser ouvidos, o que assegurou, segundo os cientistas, que o treino incluiria apenas capacidades motoras e de audição.Os estudantes foram divididos em dois grupos. O primeiro tinha teclas com os sons correctamente relacionados, enquanto os sons das teclas dos pianos do segundo grupo eram trocados a cada treino com o objectivo de não se formar um mapa cerebral nesses estudantes.Antes e depois de cada sessão de treino, os estudantes tinham de ouvir trechos de música e apertar arbitrariamente as teclas de um teclado que não produzia sons. Nesses testes, por meio de electroencefalograma, os cérebros dos estudantes eram avaliados.No grupo com as teclas correctas, ouvir música estimulava a parte do córtex responsável pelos movimentos das mãos, enquanto naquele que não tinha um teclado correcto essa área não era afectada.Traduzido e adaptado por:Paula Pedro MartinsJornalistaMNI-Médicos Na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.