Cerca de 120 mil portugueses têm hepatite B crónica

Especialista em doenças do fígado apresenta estimativa

04 junho 2003
  |  Partilhar:

O especialista em doenças do fígado Miguel Carneiro de Moura estimou quarta-feira em cerca de 120 mil o número de portugueses afectados por hepatite B crónica, uma doença que atinge sobretudo a faixa etária entre os 30 e os 49 anos.
 

 

Segundo este médico do Hospital de Santa Maria, em Lisboa, estas estimativas fazem de Portugal um dos países da União Europeia com as mais elevadas taxas de prevalência desta doença, a par da Grécia e Itália.
 

 

Miguel Carneiro de Moura, que falava no Porto, numa conferência de imprensa em que foi apresentado um novo fármaco para o tratamento desta patologia, adiantou que a doença evolui para uma forma crónica em cerca de 90 por cento das crianças e recém- nascidos que tiverem contacto com o vírus.
 

 

«Em crianças entre o primeiro ano de vida e os 15 anos, a hepatite B evoluirá para a sua forma crónica em 25 a 40 por cento dos casos, enquanto em adultos essa percentagem varia entre os seis e os 10 por cento», disse.
 

Dos doentes com hepatite B crónica, cerca de 25 a 30 por cento desenvolverá cirrose ou carcinoma, acrescentou.
 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.