Centro têxtil apresenta fato monitorizado para hidroterapia

Aparelho será comercializado em França

09 outubro 2008
  |  Partilhar:

Um fato para a água confeccionado em fibras têxteis e elaborado por técnicos portugueses, foi esta semana apresentado no Porto, mas deverá começar a ser comercializado em França.
 

 

O “Pellisaquae”, o fato confeccionado em material têxtil e destinado a pessoas que necessitem de fazer hidroterapia ou trabalhar dentro de água, foi apresentado esta semana no Porto, na 14ª edição do Fórum Têxteis do Futuro.
 

 

O fato foi desenvolvido nos últimos três anos, no âmbito do Programa Operacional da Ciência, Tecnologia e Inovação, técnicos do Citeve, de duas empresas têxteis, do departamento de electrónica da Universidade do Minho, do Centro de Computação Gráfica e do Hospital da Prelada, no Porto.
 

 

O “Pellisaquae”, semelhante a um fato de mergulho mas permitindo o contacto da pele com a água, adapta-se ao corpo e tem incorporados no tecido de fabrico dois flutuadores na zona do tronco/nuca e zona lombar e pernas. O sistema integra ainda componentes electrónicos (sensores) que fazem a monitorização da postura e da orientação do paciente, bem como da frequência cardíaca.
 

 

Alert Life Sciences Computing, SA

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.