Centro Orientação de Doentes Urgentes passa a abranger 94% da população portuguesa

Comunicado do INEM

18 janeiro 2006
  |  Partilhar:

 

O Centro de Orientação de Doentes Urgentes do Norte passou a abranger mais 332.012 pessoas, o que significa o apoio a 94 por cento dos residentes em Portugal, segundo nota do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM). "O objectivo do INEM de cobrir toda a população está agora praticamente concluído", revela o comunicado daquele Instituto.
 

 

A partir das 08:00 de segunda-feira, 16 de Janeiro, as chamadas referentes a situações de emergência médica que ocorram nos concelhos de Arouca, Oliveira de Azeméis, Ovar, Santa Maria da Feira, São João da Madeira e Vale de Cambra passaram a ser transferidas pelas centrais 112 (que funcionam na GNR e na PSP) para o Centro de Orientação de Doentes Urgentes do Norte (CODU Norte).
 

 

Os CODU são Centrais de Emergência Médica responsáveis pelo Número Europeu de Socorro "112", uma linha telefónica gratuita. O funcionamento contínuo e ininterrupto desta linha é assegurado por uma equipa de médicos e operadores com formação específica para efectuar o atendimento, triagem, aconselhamento, selecção e envio de meios.
 

 

O INEM, que tutela os CODU, é um organismo do Ministério da Saúde responsável por coordenar o funcionamento, no território de Portugal Continental, de um Sistema Integrado de Emergência Médica, de forma a garantir aos sinistrados ou vítimas de doença súbita a pronta e correcta prestação de cuidados de saúde.
 

 

Fonte: Lusa
 

MNI-Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.