Celulose bacteriana pode dar origem a vasos sanguíneos para bypass

Estudo da Universidade de Gotemburgo

30 dezembro 2009
  |  Partilhar:

A celulose produzida pela bactéria Acetobacter xylinum tem potencial para ser usada no desenvolvimento de vasos sanguíneos artificiais - que comportam um menor risco de os pacientes desenvolverem coágulos sanguíneos - em comparação com os materiais sintéticos usados actualmente na cirurgia de ponte coronária (bypass).

 

Um estudo da Academia Sahlgrenska da Universidade de Gotemburgo, na Suécia, revela que a celulose bacteriana produzida pela Acetobacter xylinum é suficientemente resistente à pressão arterial e demonstra que o material também traz um menor risco de coágulos sanguíneos do que os materiais sintéticos actualmente em uso. "Praticamente não existem coágulos sanguíneos com a celulose bacteriana e o sangue coagula muito mais lentamente do que com os materiais que usei para comparação", afirma a investigadora, em comunicado de imprensa difundido pelo sítio Alphagalileo. Helen Fink acrescenta ainda que se trata de um material alternativo muito interessante para o desenvolvimento de vasos sanguíneos artificiais.

 

Os vasos sanguíneos possuem um revestimento interno de células, as quais impedem a coagulação sanguínea. A equipa de investigadores modificou a celulose bacteriana, usando um novo método que permitiu aumentar o número de células que crescem na celulose bacteriana sem alterar a estrutura do material. Como resultado, as células aderem melhor e evitam a coagulação.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.