Células estaminais podem ajudar a combater a diabetes

Estudo publicado na revista “Diabetes”

02 julho 2012
  |  Partilhar:

Investigadores canadianos conseguiram reverter, com auxílio de células estaminais, diabetes em ratinhos, dá conta um estudo publicado na revista “Diabetes”.

 

Os investigadores da University of British Columbia, no Canadá, demostraram, pela primeira vez, que as células estaminais humanas transplantadas podem restaurar com sucesso a produção de insulina e reverter a diabetes em ratinhos.

 

Após o transplante das células estaminais, os ratinhos diabéticos foram desprovidos de insulina, um procedimento desenhado para mimetizar as condições clínicas humanas. O estudo apurou que três ou quatro meses mais tarde, os animais mantinham níveis de glucose saudáveis mesmo quando eram alimentados com elevadas quantidades de açúcar. As células transplantadas removidas dos animais após vários meses apresentavam todos os marcadores das células pancreáticas produtoras de insulina.

 

“Estamos muito entusiasmados com os nossos resultados, mas são necessários mais estudos antes de se prosseguir para ensaios em humanos”, revelou, em comunicado de imprensa, um os autores do estudo, Timothy Kieffer. O investigador explica ainda que o estudo se realizou em ratinhos sem sistema imunitário funcional para que as células estaminais não fossem rejeitadas. “Agora é necessário encontrar uma forma de proteger as células do ataque imunológico, para que o transplante possa ser realizado na ausência de qualquer imunossupressão.”

 

A diabetes é resultante da insuficiente produção de insulina pelo pâncreas. A insulina permite que a glucose se armazene nos músculos, sendo os lípidos utilizados como fonte de energia. A diminuição de insulina provoca um aumento dos níveis de glucose no sangue, o que aumenta o risco de cegueira, enfarte agudo do miocárdio, acidente vascular cerebral e insuficiência renal.

 

Atualmente, as injeções regulares de insulina são o tratamento mais comum para a diabetes tipo 1, que afeta muitas crianças. Apesar dos transplantes experimentais de células pancreáticas saudáveis provenientes de dadores humanos se terem mostrado eficazes, este tipo de tratamento está limitado à disponibilidade de dadores.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.