Células estaminais diferenciam-se em células espermáticas imaturas

Cientistas alemães anunciam novo passo na luta contra a Infertilidade

16 abril 2007
  |  Partilhar:

 

Investigadores alemães obtiveram pela primeira vez células estaminais da medula óssea diferenciando-as em células espermáticas imaturas, numa pesquisa que poderá a ser uma nova “arma de luta” contra a Infertilidade.
 

 

Os investigadores estimam que serão necessários três a cinco anos para alcançar a produção de espermatozóides maduros, capazes de fecundar um óvulo.
 

Sob a direcção de Karim Nayernia, da Universidade de Gottingen, os investigadores da universidade de Münster e da escola de medicina da Hanôver extraíram dos voluntários celulas-mãe mesenquimatosas (células-mãe da medula óssea).
 

 

Os investigadores conseguiram obter a transformação (diferenciação) de uma parte das células-mãe sanguíneas em células espermáticas imaturas.
 

 

Os investigadores sublinham, no entanto, ser necessário antes de mais responder às questões éticas e sociais antes de se poder utilizar as células para os tratamentos para a Infertilidade.
 

 

A equipa já conseguiu em 2006 fecundar fêmeas de ratinhos com espermatozóides maduros produzidos em laboratório. Dos 65 embriões obtidos e implantados nasceram sete ratinhos.
 

 

Fontes: Lusa e Imprensa Internacional
 

MNI- Médicos Na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.