Células estaminais: Academia das Ciências dos EUA propõe guia ético

Normas pretendem regular a investigação

08 maio 2005
  |  Partilhar:

 

 

A Academia das Ciências dos Estados Unidos propôs na semana passada um conjunto de normas éticas para regular a investigação com células estaminais embrionárias humanas e recomendou a criação de comissões para as aplicar.
 

 

«Um conjunto de regras para a recolha, armazenagem e utilização de células estaminais de embriões humanos a que adira toda a comunidade científica é a melhor maneira de fazer avançar este campo de investigação», disse o oncologista Richard Hynes, investigador do MIT (Instituto de Tecnologia do Massachusetts).
 

 

Richard Hynes é co-presidente da comissão que preparou este guia para o Instituto de Medicina da Academia Nacional das Ciências, um organismo independente que faz recomendações ao Congresso e à Casa Branca sobre assuntos científicos.
 

 

Os investigadores esperam poder tirar partido das características destas células para um dia curarem doenças hoje mortais, nomeadamente o cancro, as afecções cardiovasculares e as degenerescências cerebrais. Estas investigações, muito controversas, enfrentam porém a oposição dos grupos religiosos devido à destruição do embrião no processo de recolha das células.
 

 

As células estaminais formam-se nos primeiros dias do desenvolvimento do embrião e têm a propriedade de se converter em qualquer tipo de célula humana. Se forem cultivadas em laboratório, podem formar linhagens de células com o mesmo património genético para serem objecto de investigação.
 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.