Células do sangue umbilical podem tratar lesões graves na medula espinal

Estudo publicado na “Spine”

19 agosto 2010
  |  Partilhar:

As células estaminais do sangue umbilical podem melhorar as capacidades neurológicas após a ocorrência de lesões graves na medula espinal, que podem causar tetraplegia e paraplegia, concluiu um estudo publicado na revista “Spine”, citado pela agência Lusa.

 

A investigação, realizada com ratinhos, demonstrou que os animais tratados durante um período de seis semanas com este tipo de células registaram uma melhoria significativa em termos de recuperação da função locomotora (a capacidade de se deslocarem de um local para outro) comparativamente aos roedores que não estavam a ser alvo de tratamento.

 

Das experiências, os cientistas verificaram ainda que seis semanas após a administração das células estaminais do sangue do cordão umbilical tinha ocorrido uma redução significativa da área lesada.

 

Até à data, o estudo tem revelado provas crescentes de que estas células têm a capacidade de ajudar a reparar e regenerar outras células no corpo, contribuindo para controlar a inflamação e para acelerar o crescimento de novos vasos sanguíneos.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 2Média: 1
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.