Células da pele “reprogramadas” com genes saudáveis curam ratinhos

Estudo apresentado na “Science”

13 dezembro 2007
  |  Partilhar:

 

Cientistas norte-americanos conseguiram pela primeira vez tratar uma doença em seres vivos através da “reprogramação” de células retiradas da pele de ratinhos doentes com genes saudáveis, revela um artigo publicado na “Science”.
 

 

O trabalho, liderado por Jacob Hanna, do Whitehead Institute for Biomedical Research, em Cambridge, Massachusetts, EUA, abre a esperança de que a técnica possa ser usada no futuro no tratamento de doenças nos seres humanos.
 

 

A equipa de Jacob Hanna revela agora em "Treatment of Sickle Cell Anemia Mouse Model with iPS Cells Generated from Autologous Skin", ter produzido células “iPS” (acrónimo em inglês para “induced pluripotent stem cells”, ou células estaminais pluripotentes) a partir de células da pele retiradas das caudas dos ratinhos doentes.
 

 

A equipa inclui cientistas do Whitehead Institute for Biomedical Research, em Cambridge, Massachusetts, EUA, do Departamento de Bioquímica e Genética Molecular da Escola de Medicina e Cirurgia Dentária da Universidade de Alabama e do Departamento de Biologia do MIT (Massachusetts Institute of Technology), em Cambridge.
 

 

Fontes: Lusa e Imprensa Internacional
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.