Células cerebrais humanas funcionam em ratinhos

Estudo publicado nos Anais da Academia Americana

31 janeiro 2006
  |  Partilhar:

 

Células estaminais embrionárias humanas injectadas em cérebros de fetos de ratinhos desenvolveram-se e converteram-se em células cerebrais com funcionamento normal. Os resultados da investigação, divulgados na última edição dos Annals of the American Academy of Science, poderão fornecer um modelo animal muito útil para estudar o desenvolvimento do cérebro e as doenças cerebrais dos humanos, como Parkinson, explicou Fred Gage, do Salk Institute de San Diego (Califórnia), que dirigiu a equipa de cientistas japoneses e norte-americanos.
 

 

Embora estudos anteriores já indicassem que células estaminais embrionárias humanas implantadas no cérebro de ratinhos podiam desenvolver-se e tornar-se células cerebrais, não se tinha comprovado o seu funcionamento normal. Nesses casos, as células humanas desenvolveram tumores ou foram rejeitadas pelo sistema imunitário dos ratinhos.
 

 

No entanto, na nova experiência, as mesmas células revelaram-se totalmente operacionais. A equipa de investigadores injectou cerca de 100 mil células estaminais embrionárias humanas no cérebro de embriões de ratinhos com 14 dias de vida. Cada um destes roedores nasceu com 0,1 por cento de células humanas no cérebro. Dois meses após o transplante, as células estaminais humanas estavam espalhadas por todo o cérebro, incorporando-se nas várias regiões cerebrais, precisaram os investigadores. Estes neurónios humanos tinham uma actividade eléctrica normal 18 meses após o transplante.
 

 

Fonte: Lusa
 

MNI- Médicos Na Internet
 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.