Cegueira em Santa Maria foi causada por medicamento errado

Notícia do “Correio da Manh㔠cita fonte da Polícia Judiciária

20 outubro 2009
  |  Partilhar:

Os seis casos de cegueira registados no Hospital de Santa Maria, em Lisboa, foram causados pela utilização de um medicamento errado, avançou o jornal "Correio da Manhã", que cita a investigação da Polícia Judiciária.

 

Segundo o jornal, o funcionário da farmácia entregou, em vez de Avastin, um medicamento utilizado como substituto da quimioterapia.
 

Esta falha aconteceu, segundo a mesma fonte, porque o nome no rótulo do medicamento estava borrado, sendo apenas visível a letra ‘B', que o funcionário da farmácia assumiu como sendo bevatucimab, o princípio activo do medicamento Avastin.

 

O erro provocou cegueira a seis pacientes submetidos a cirurgia oftalmológica no Hospital de Santa Maria em Julho, sendo que três não recuperaram a visão. Cinco apresentaram queixa-crime.

 

Aos jornalistas, o procurador-geral da República garantiu, entretanto, que a conclusão do inquérito-crime continua dependente de uma análise laboratorial. Pinto Monteiro não quis comentar a notícia do "Correio da Manhã", nem adiantar nada sobre o número de arguidos.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.