Cefaleia sexual atinge 70% dos homens espanhóis

Estudo apresentado pela Sociedade Espanhola de Neurologia

10 fevereiro 2009
  |  Partilhar:

Um estudo espanhol, divulgado pela agência Lusa, refere que a cefaleia sexual - uma dor de cabeça que se manifesta antes, durante ou depois do coito – afecta maioritariamente o sexo masculino (70%).
 

 

A dor de cabeça precipitada pela actividade sexual tem uma prevalência estimada entre 0,4 e 1% de todas as cefaleias, explicou David Ezpeleta, membro da Sociedade Espanhola de Neurologia.
 

 

O estudo, que avaliou a incidência da condição na população espanhola, também verificou que, em 20% dos doentes, os fármacos para combater as enxaquecas provocam uma "clara" diminuição do desejo sexual: 45% dos que tomaram o medicamento no último ano asseguram sofrer de algum transtorno sexual e 50% de problemas de impotência.
 

 

De acordo com a pesquisa, 45% das pessoas com dores de cabeça consideram a sua vida sexual regular ou má. No entanto, 13% destas pessoas afirmam que as dores de cabeça desaparecem quando têm relações sexuais.
 

 

O trabalho, citado pela agência Lusa, explica que “quando esta dor surge pela primeira vez de maneira explosiva - podendo durar entre um minuto e três horas - deve ser acompanhada por um médico, dado poder esconder patologias graves que podem dar origem a uma ruptura de um aneurisma intra-craniano ou à dissecação de uma artéria cervical.”
 

 

Se não for detectada nenhuma destas patologias, então trata-se de uma cefaleia sexual benigna, que se pode aliviar com exercício físico, redução de peso, com o deixar de fumar e de consumir álcool ou com o recurso a fármacos.
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.