Casos de cancro aumentam em Angola

Número de doentes subiu 2.500 em apenas um ano

14 fevereiro 2006
  |  Partilhar:

O número de casos de cancro tem vindo a aumentar nos últimos anos em Angola, tendo o director do Centro Nacional de Oncologia, Fernando Miguel, alertado para a importância do auto-exame para permitir a detecção precoce da doença.
 

 

Segundo o especialista, o Centro Nacional de Oncologia registou 770 novos casos de cancro em 2004, número que subiu para cerca de 2.500 no ano passado. "Tem sido registado um aumento de casos de cancro no país e, cerca de 80 a 90 por cento dos doentes, chegam ao hospital com a doença em estado avançado e, por isso, com poucas possibilidades de cura", afirmou.
 

 

Actualmente, esta unidade de saúde está a tratar cerca de 8.000 doentes com cancro, mas o director admite que este número está abaixo da realidade. Para tentar inverter a situação, o Centro Nacional de Oncologia está a promover uma campanha de prevenção do cancro, que inclui a realização de consultas semanais gratuitas para despiste do cancro da mama. Na Maternidade Lucrécia Paim, em Luanda, também estão disponíveis consultas gratuitas para despiste do cancro no colo do útero. A sensibilização da população e a formação dos técnicos de saúde para permitir o diagnóstico precoce do cancro são outras vertentes desta campanha, que abrange as 18 províncias angolanas.
 

 

Fonte: Lusa
 

MNI-Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.