Casal com Sida também deve usar preservativo

Médicos alertam para o risco de super-infecções

10 maio 2005
  |  Partilhar:

 

 

 

Mesmos os casais em que ambos os parceiros estejam contaminados com o vírus da Sida devem usar preservativos nas relações sexuais para evitar a contaminação por uma outra estirpe do HIV.
 

 

«Embora não existam dados definitivos, existem fortes evidências de que alguém possa ser infectado com um vírus e ainda ficar ''super-infectado'' com um outro», afirmou à Reuters Anthony Fauci, director do Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas dos Estados Unidos.
 

 

O cientista apontou casos nos quais as pessoas com o vírus conseguiam controlar a infecção até receberem uma segunda, ao ponto de ter a saúde altamente deteriorada.
 

 

O doente pode eliminar um tipo de HIV se o perfil genético permitir que o sistema imunitário reconheça as proteínas características nas partículas do vírus infectante. No entanto, se a pessoa for infectada uma segunda vez, o sistema imunitário pode não responder bem às proteínas desse vírus. Por tudo isto, alerta o investigador, mesmo que seja portador de HIV deve ter relações sexuais sempre com preservativo «Deve lidar com o assunto como se não estivesse infectado», recomendou.
 

 

Traduzido e adaptado por:
 

Paula Pedro Martins
 

Jornalista
 

MNI-Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.