Casais tendem a ter um ADN similar

Estudo publicado nos “Proceedings of the National Academy of Sciences”

22 maio 2014
  |  Partilhar:

As pessoas tendem a casar-se com indivíduos geneticamente similares, dá conta um estudo publicado nos “Proceedings of the National Academy of Sciences”.

 

A comunidade científica já sabia que as pessoas tendiam a casar-se com indivíduos com características similares, incluindo religião, idade, raça, tipo de corpo, educação, etc.

 

Agora neste estudo os investigadores do Instituto CU-Boulde de Ciência Comportamental, nos EUA, demonstraram que os indivíduos tendem também a escolher parceiros com ADN semelhante. Apesar de características como a raça, forma do corpo e até a educação terem componentes genéticas, este é o primeiro estudo a analisar a presença de semelhanças em todo o genoma.

 

De forma a chegarem a estas conclusões, os investigadores, liderados por Jason D. Boardman, analisaram os genomas de 825 casais americanos não hispânicos. Foram especificamente analisados zonas do ADN conhecidas por diferirem entre os humanos, os chamados polimorfismos de nucleotídeos únicos.

 

O estudo apurou que havia menos diferenças entre o ADN das pessoas casadas, do que entre dois indivíduos selecionados aleatoriamente. No total, os investigadores estimaram semelhanças genéticas entre os indivíduos utilizando 1,7 milhões de polimorfismos de nucleotídeos únicos no genoma de cada indivíduo.

 

Os investigadores compararam a magnitude da semelhança genética entre casais, com a magnitude das pessoas com uma educação semelhante que se casam. Foi constatado que a preferência por um cônjuge geneticamente semelhante, tinha um terço da força da preferência de um cônjuge com educação semelhante.

 

Estes achados podem ter implicações para os modelos estatísticos utilizados pelos cientistas para compreender as diferenças genéticas entre populações humanas, uma vez que estes modelos assumem muitas vezes um acasalamento aleatório.

 

Este estudo constitui também uma base para investigações futuras que poderiam explorar se resultados semelhantes forem encontrados noutras raças, se as pessoas também escolhem amigos geneticamente iguais ou se há ainda pessoas que preferem cônjuges com ADN completamente diferente.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.