Carolino Monteiro questiona a veracidade do anúncio dos Raelianos

Cientista português explica porquê

30 dezembro 2002
  |  Partilhar:

Afirmar que o processo de clonagem origina um indivíduo igual ao doador do material genético é completamente errado do ponto de vista científico, afirmou Carolino Monteiro, que questiona a veracidade do anúncio dos Raelianos.
 

 

A comunidade científica internacional foi abalada pelo anúncio da Clonaid, uma empresa ligada a esta seita religiosa, que afirma ter criado o primeiro clone humano, uma menina saudável de nome Eva, que deverá ter nascido quinta-feira.
 

 

Em declarações à Agência Lusa, o geneticista português começou por pôr em causa a fiabilidade da técnica, um "processo ainda não controlado que regista uma taxa de mortalidade muito elevada, tanto no momento da transferência nuclear, como da implantação do embrião ou no final da gravidez", disse. "Nos caprinos, a taxa de sucesso é de 1 em 400", acrescentou.
 

 

Além disso, continuou, se é que houve nascimento, um clone humano estará sujeito a doenças genéticas e degenerativas, à semelhança do que se verifica em clones animais, como a ovelha Dolly, que sofre de envelhecimento precoce.
 

 

Mesmo geneticamente, "um indivíduo resultante de uma clonagem nunca será igual ao que lhe deu o núcleo", disse, demonstrando a incoerência de argumentos que justificam a técnica para "substituir" alguém que morreu. "Todos nós somos resultado do nosso património genético e das nossas vivências", sublinhou.
 

 

Outro factor a questionar, mais do que a técnica em questão ou a capacidade de a reproduzir em humanos, é o próprio anúncio dos Raelianos, que carece de qualquer "acompanhamento científico".
 

 

Carolino Monteiro considerou ainda "preocupante" que por detrás do anúncio de não estejam motivações científicas mas as de uma seita religiosa, as mesmas que originam a produção de armas biológicas e ataques terroristas.
 

 

Para os Raelianos, que acreditam que a espécie humana foi criada por extraterrestres, a clonagem é uma forma de atingir a vida eterna.
 

 

Fonte: Lusa

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.