Cápsula Endoscópica para examinar o cólon usada pela primeira vez em Portugal

Meio de diagnóstico usado nos Hospitais da Universidade de Coimbra

11 outubro 2007
  |  Partilhar:

 

Os Hospitais da Universidade de Coimbra utilizarão esta sexta-feira, pela primeira vez em Portugal, uma cápsula com câmaras integradas para examinar o cólon.
 

 

O médico do Serviço de Gastrenterologia dos Hospitais da Universidade de Coimbra (HUC) Hermano Gouveia, que vai aplicar a técnica pioneira, explicou à Lusa que, de manhã, o doente ingere a Cápsula Endoscópica, que tem dimensões idênticas à de uma cápsula de vitaminas e está munida com duas câmaras de filmar, captando ao longo da viagem pelo intestino cerca de 150 mil imagens.
 

 

A partir daí, pode fazer a sua vida normal, pois o filme do intestino é registado, ao longo das oito ou nove horas seguintes, num pequeno aparelho, com o tamanho de um telemóvel, que o doente transporta e depois deixa no hospital para os resultados serem analisados pelos especialistas. "É uma arma importante no rastreio do Cancro Colorrectal. A Colonoscopia tradicional tem vantagens e continua a ser a pedra de toque na terapêutica, na Biopsia e na ressecção de pólipos, mas a Cápsula Endoscópica, por não causar desconforto, tem a vantagem de trazer pessoas para o rastreio", sublinhou.
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.