Capacidade do INEM fica aquém dos padrões internacionais

Auditoria do Tribunal de Contas

03 fevereiro 2011
  |  Partilhar:

A capacidade do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) de acorrer a situações de risco de vida fica aquém dos padrões internacionais, revela uma auditoria do Tribunal de Contas, divulgada pelo “Jornal de Notícia”. Refere a mesma publicação que só num, em cada dez casos, os meios chegam ao local no máximo em oito minutos.

 

"No que respeita à intervenção de meios de Suporte Avançado de Vida através de Viaturas Médicas de Emergência e Reanimação, apenas 9,8% das respostas ocorrem no intervalo de oito minutos", período de tempo definido pelo Projecto Europeu de Recolha de Dados de Emergência, lê-se no relatório, citado pelo jornal.

 

O relatório considera ainda que o INEM "possui margem para efectuar uma gestão mais eficiente dos recursos aos seu dispor" e desempenhar um melhor trabalho no tempo de atendimento de chamadas.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.