Cannabis pode proteger os idosos contra a osteoporose

Estudo da Universidade de Edimburgo

17 agosto 2009
  |  Partilhar:

A cannabis pode travar a progressão da osteoporose em idosos, refere um estudo da University of Edinburgh, no Reino Unido, divulgado pela BBC.

 

Em testes de laboratório realizados com ratinhos, os cientistas verificaram que a cannabis activava um receptor endocanabinóide CB1 que tem papel crucial no desenvolvimento da doença.

 

Os investigadores observaram, contudo, que a droga só surtia efeito positivo nos ossos das cobaias mais velhas, dado que, ao activar o CB1, ela diminuía o enfraquecimento ósseo e evitava a acumulação de gordura nos mesmos – este último factor costuma ocorrer em pessoas com osteoporose. Contudo, nos animais jovens foi verificado o fenómeno contrário: a cannabis aumentava o enfraquecimento ósseo.

 

Embora o estudo seja pioneiro e abra portas para o aparecimento de um tratamento mais eficaz contra a doença, o líder da investigação, Stuart Ralston, ressalvou em declarações à BBC que são necessários mais testes para que seja desenvolvida a fórmula definitiva de um fármaco que não afecte o cérebro.

 

O cientista reforçou igualmente o facto de o uso de cannabis ser prejudicial. “Um cigarro com mistura de tabaco com cannabis é mau para qualquer faixa etária, tanto para os ossos como para a saúde em geral”. Mais: “Os efeitos psicotrópicos da droga podem aumentar os riscos de queda em pessoas mais velhas e originar possíveis fracturas".

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.