«Cannabis» legal na Holanda

Droga pode ser comprada nas farmácias por doentes com sida ou cancro

01 setembro 2003
  |  Partilhar:

A Holanda é desde ontem o primeiro país onde a venda de «cannabis» nas farmácias passou a ser legal, naquele que é um programa inovador do Ministério da Saúde destinado aos pacientes que sofrem com os efeitos secundários dos tratamentos a cancro e sida.
 

 

A medida, que engloba também a criação de um instituto especializado que terá por função a distribuição pelas farmácias e o controlo de qualidade do produto, define ainda que a venda será feita em embalagens de cinco gramas -custo: entre 40 e 55 euros - e mediante apresentação de uma prescrição médica. Os efeitos analgésicos da «cannabis» reduzem os sintomas provocados pelas sessões de quimio e de radioterapia a que os pacientes de cancro estão sujeitos, ou de pacientes com graves problemas no sistema nervoso.
 

 

O Governo holandês, na apresentação desta nova medida, recomendou ainda que a terapia baseada na «cannabis» seja feita através da inalação de vapores ou pela infusão das folhas, rejeitando assim a ideia de que o produto deva ser fumado.
 

 

Na Alemanha e no Canadá, o uso de marijuana para fins medicinais é já permitido em certos casos, mas o Governo holandês é pioneiro no fornecimento do produto e no controlo da sua qualidade, factores que inflacionam o preço que é praticado nos «coffee-shops» holandeses - entre 20 e 25 euros pelas mesmas cinco gramas. A «cannabis» utilizada neste programa é proveniente de duas explorações na Holanda, que assim se tornam as primeiras plantações legalizadas da Europa.
 

 

Fonte: Público
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.