"Cannabidiol" pode servir de base a novo fármaco contra Psicoses

Estudo apresentado no King''s College de Londres

02 maio 2007
  |  Partilhar:

Uma substância contida na planta herbácea cannabis pode ser utilizada no tratamento de Psicoses, com a vantagem de provocar menos efeitos secundários que os antipsicóticos existentes actualmente, segundo um novo estudo anunciado esta semana em comunicado pela Universidade de Colónia, Alemanha. Embora a cannabis possa produzir sintomas psicóticos, os cientistas acham que estes são causados principalmente por um de seus componentes: o “tetrahydrocannabidiol” (THC). Outro, o “cannabidiol” (CBD), pelo contrário, reduz os seus efeitos e tem potencial terapêutico. Os investigadores encontraram níveis altos de THC, principal princípio activo da planta, que pode produzir sintomas psicóticos nos pacientes. Já o CBD, que, pelo contrário, tem efeitos benéficos, foi pouco encontrado. Isto pode significar que consumidores da droga recreativa estão expostos a doses mais elevadas do componente nocivo e menos do outro. Markus Leweke, da Universidade de Colónia, Alemanha, que apresentou o estudo numa conferência realizada no King''''s College de Londres, estudou o efeito do CBD em 42 pacientes com Esquizofrenia aguda. A um grupo foi administrado CBD, enquanto o outro foi tratado com um antipsicótico de referência, o amisulpride. Após o tratamento, os dois grupos mostraram menos sintomas. No entanto, os pacientes do primeiro grupo apresentaram menos efeitos secundários. O amisulpride pode causar aumento de peso, disfunção sexual e problemas hepáticos. Dois trabalhos apresentados na conferência e realizados por Philip McGuire e Zerrin Atakan, do London''''s Institute of Psychiatry, também trazem novos dados sobre a relação entre THC e psicoses. Ao utilizarem Imagens de Ressonância Magnética Funcional para analisar o cérebro dos pacientes aos foram administrados THC, os cientistas descobriram uma redução da actividade numa área do cérebro responsável pela inibição dos comportamentos inapropriados. Assim, os pacientes ficavam mais paranóicos. Outro estudo, de Deepak Cyril D´ Souza, da Yale University, EUA, chegou à conclusão de que o THC agravou os sintomas dos esquizofrénicos. MNI-Médicos Na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.