Cancros de origem viral são influenciados por características genéticas

Estudo do IPO do Porto

04 maio 2008
  |  Partilhar:

As características genéticas de um ser humano podem influenciar o desenvolvimento dos cancros virais do Colo do Útero e da Nasofaringe, de acordo com a investigadora Raquel Catarino, do Instituto Português de Oncologia do Porto (IPO).
 

 

“Percebemos que os vírus do Epstein-Barr e do Papilomavirus Humano, que contribuem entre 15 a 20% dos casos de cancro em todo o mundo, se tornam mais importantes e designativos em algumas pessoas e isso depende do seu background genético”, sustentou Raquel Catarino, autora do estudo, em declarações à Lusa.
 

 

Segundo a investigação, desenvolvida pelo Grupo de Oncologia Molecular e Virologia, é a alteração do gene da ciclina D1, que regula a divisão das células, que favorece o desenvolvimento dos tumores de origem viral.
 

 

As melhores estratégias para evitar o desenvolvimento tumoral são, segundo a investigadora, a vacinação e evitar comportamentos de risco, nomeadamente o hábito de fumar.
 

 

O grupo do IPO, que já apresentou estes resultados preliminares deste estudo no European Cancer Conference em Paris, está agora a estudar a influência da alteração da ciclina D1 em tumores com origem não viral.
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.