Cancro: Simulador virtual ajuda médicos e doentes

Equipamento determina os melhores fármacos e a melhor altura para os tratamentos

04 abril 2005
  |  Partilhar:

 

 

 

Uma empresa científica desenvolveu um simulador virtual de um doente com cancro para experimentar e adequar os tratamentos antes de os aplicar aos pacientes. Por outras palavras, a máquina, chamada «EVC» (Doente Virtual de Cancro) pode substituir o verdadeiro paciente ao manifestar os mesmos sintomas para que lhe sejam aplicados tratamento ou técnicas de medicina até que sejam encontradas as mais eficazes.
 

 

Uma das vantagens do novo equipamento é o facto de indicar se é conveniente e qual é o melhor momento para um tratamento e para a preparação do composto mais apropriado. Em vez de tratar os doentes com cancro e Sida com todo o tipo de medicamentos, o doente virtual permite ao médico concentrar-se no medicamento mais apropriado ao paciente.
 

 

A empresa que desenvolveu o EVC criou um algoritmo - um procedimento de cálculo - que simula o processo patológico do tumor canceroso em crescimento, o que permitirá compreender a influência a longo prazo das drogas através de uma equação matemática.
 

 

O EVC proporciona aos médicos de oncologia e aos laboratórios farmacêuticos «um modelo estatístico de provas e erros». Este simulador destina-se a estudar novas técnicas medicinais e a optimizar os processos e, de acordo, com Tzvía Gur, vai permitir poupar centenas de milhões de dólares.
 

 

Fonte: Lusa
 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.