Cancro pediátrico: novo biomarcador vai permitir personalizar tratamento

Estudo publicado na revista “The Lancet Oncology”

10 maio 2013
  |  Partilhar:

Uma equipa internacional de investigadores, que contou com a participação do português Pedro Castelo-Branco, identificou um novo biomarcador que foi testado com sucesso em tumores cerebrais pediátricos, dá conta um estudo publicado na revista “The Lancet Oncology”.

 

“Este biomarcador pode detetar outras formas de cancro”, revelou à agência Lusa Pedro Castelo-Branco, que trabalha há cinco anos num hospital público pediátrico de Toronto, no Canadá.
 

O ”biomarcador pode ajudar os clínicos a decidir, em cada caso, uma forma de tratamento adequada ao paciente”, adiantou o autor principal do estudo.
 

O trabalho já realizado envolveu 350 crianças e jovens com tumores cerebrais, que foram seguidos em diferentes centros de investigação oncológica europeus e da América do Norte.
 

“Os pacientes de alto risco poderão ter terapias mais agressivas, enquanto os de baixo risco poderão ver as suas terapias diminuídas, reduzindo assim os efeitos secundários”, explicou investigador do Sick Children, de Toronto.
 

Pedro Castelo-Branco e os colegas admitem que o biomarcador poderá proporcionar “resultados importantes” noutras manifestações da doença oncológica, também em adultos, como a leucemia, o cancro do cólon e da próstata. “Os testes preliminares nestas áreas são igualmente promissores”, referiu.
 

Pedro Castelo-Branco participa agora num segundo estudo internacional para avaliar o potencial deste biomarcador no cancro da próstata

 

"É um trabalho hercúleo, a estudar amostras de centenas de pacientes", afirmou, prevendo que os resultados possam ser conhecidos dentro de meio ano.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.