Cancro oral: dois mil idosos fazem diagnóstico com método inovador

Método desenvolvido pela CESPU

04 março 2016
  |  Partilhar:

Cerca de dois mil idosos de Penafiel vão ser submetidos a um método inovador de diagnóstico do cancro oral, no âmbito de um projeto desenvolvido por investigadores locais.
 

O presidente da Câmara de Penafiel referiu à agência Lusa que, “os penafidelenses serão os primeiros a fazer este tipo de rastreio, de forma gratuita".
 

António Sousa explicou que o método, designado “Blue Stain”, foi desenvolvido em laboratório, em meio académico, pelo centro de investigação da CESPU (Cooperativa de Ensino Superior Politécnico Universitário), em Penafiel.
 

No âmbito do projeto, foi criada uma empresa startup, formada por alunos e docentes, para desenvolver a ideia. Os beneficiários destes primeiros rastreios serão os utentes das instituições de solidariedade social do concelho, com idade igual ou superior a 65 anos, que constituem o principal grupo de risco daquela patologia.
 

Os exames vão arrancar este mês, prevendo-se que uma equipa técnica se desloque a cada uma das instituições sinalizadas pelo Município. O exame permitirá identificar, quase de imediato, as situações clínicas mais delicadas, o que constitui a principal mais-valia da nova tecnologia.
 

A autarquia vai investir cerca de 15 mil euros no projeto, um valor que o presidente diz justificar-se, atendendo às vantagens para um grande números de munícipes, numa altura em que a incidência daquele tipo de cancro tem vindo a aumentar, sobretudo entre a população sénior.
 

Perante uma lesão suspeita, o médico terá ao seu dispor um kit que permite fazer a colheita de células, de forma indolor e não invasiva para o doente. O método pode ser aplicado a outras áreas de diagnóstico, nomeadamente, a citologias cervical-vaginais e anais, punções aspirativas da tiroide e exames extemporâneos.
 

A nova tecnologia já foi reconhecida pelas entidades oficiais e tem conquistado vários galardões nacionais, nomeadamente o "Prémio Jovem Empreendedor", da ANJE, em 2014, o concurso "Arrisca C - Planos de Negócio" da Universidade de Coimbra, e o concurso "Acredita Portugal", na categoria de Alta Tecnologia, em 2015.
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.