Cancro infantil aumenta tendências suicidas na idade adulta

Estudo publicado na revista Journal of Clinical Oncology

09 novembro 2006
  |  Partilhar:

 

Pensamentos suicidas e tentativas de suicídio persistem em adultos a quem foi diagnosticado algum tipo de cancro na infância, revela um estudo publicado na revista Journal of Clinical Oncology.
 

 

Segundo especialistas do Dana Farber Cancer Institute, Bóston/Massachusetts, EUA, mais de uma em cada oito pessoas teve pensamentos suicidas ou tentou matar-se muitos anos depois de receber tratamento contra o Cancro.
 

 

Os investigadores referem que os sintomas suicidas foram detectados em 12% dos doentes tratados numa clínica para sobreviventes adultos de Cancro, uma percentagem muito maior do que a esperada. “Este estudo deve levar quem é responsável por atender esse tipo de pacientes a considerar os factores emocionais e físicos depois do tratamento”, acrescentaram os investigadores.
 

 

O estudo foi realizado com base em entrevistas feitas a 226 adultos sobreviventes a Cancro infantil, realizadas 18 anos depois do diagnóstico inicial de vários tipos de tumor, excepto ao cérebro. Desse total, 29 admitiu ter tido pensamento suicidas e nove disse já ter tentado suicidar-se, refere o estudo.
 

 

Fontes: Lusa e Imprensa Internacional
 

MNI-Médicos Na Internet
 

 

 

 

 

 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.