Cancro e sistema imune: uma faca de dois gumes

Estudo publicado nos “Proceedings of the National Academy of Sciences”

10 abril 2014
  |  Partilhar:

A resposta do sistema imunológico ao cancro pode ser considerada uma faca de dois gumes, uma vez que pode, por um lado matar as células cancerígenas e por outro estimular o crescimento tumoral, defende um estudo publicado nos “Proceedings of the National Academy of Sciences”.

 

Os investigadores da Universidade de Califórnia, nos EUA, constataram que a diferença entre uma resposta imunológica que estimula o cancro e outra que o elimina pode ser quase nula.

 

“Este pode ser um achado surpreendente tendo em conta que são duas áreas tipicamente distintas: o papel do sistema imune na prevenção e eliminação do cancro, e o papel da inflamação crónica na estimulação do cancro”, revelou, em comunicado de imprensa, o líder do estudo, Ajit Varki.

 

Neste estudo, os investigadores analisaram especificamente uma molécula denominada por Neu5Gc que se acumula em tumores, apesar da produção de anticorpos. De forma a tentar averiguar se a progressão do tumor era alterada, e em que grau, pelo Neu5Gc c, os investigadores administraram este anticorpo a um modelo animal para o cancro.

 

O estudo apurou que, em doses baixas, o anticorpo estimulava o crescimento tumoral enquanto em doses elevadas o inibia. Este efeito ocorreu ao longo de um intervalo linear e extremamente estreito, gerando uma resposta imune em forma de curva. Estes resultados foram comprovados em dois outros modelos animais, bem como num modelo de xenotransplante para o cancro no qual foi utilizado um anticorpo monoclonal utilizado na clínica.

 

Os investigadores concluíram que a diferença entre a intensidade da resposta imunológica que estimula o tumor e a outra que o mata é bem menor do que o anteriormente imaginado.

 

De acordo com Ajit Varki, estes resultados podem ter implicações no estudo do cancro, tanto a nível da sua prevenção como tratamento. Uma vez que o sistema imunológico pode ter múltiplos papéis na génese do cancro, na alteração do progresso dos tumores estabelecidos e nas terapias anticancerígenas que utilizam anticorpos.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.