Cancro do pulmão preocupa portugueses

Hoje assinala-se o Dia Mundial do Não Fumador

17 novembro 2005
  |  Partilhar:

 

Na data em que se assinala o Dia Mundial do Não Fumador, 17 de Novembro, um estudo realizado pela Spirituc – Investigação Aplicada- refere que o cancro do pulmão está no topo das preocupações da população masculina portuguesa, tendo sido referido por 35% dos homens inquiridos, dentro de um universo de 804 indivíduos. Para as mulheres, este é o segundo cancro mais temido, sendo apenas superado pelo cancro da mama.
 

 

Ao contrário do que acontece com outros tumores, o principal factor de risco para o desenvolvimento de cancro do pulmão está identificado pela comunidade científica e é reconhecido por 91% dos portugueses: o tabagismo. No entanto, cerca de 40% dos inquiridos assume ainda ter um total desconhecimento dos sintomas associados a esta doença.
 

 

De acordo com o mesmo documento, divulgado em comunicado de imprensa, 10% dos inquiridos defendem a proibição total do tabaco em todos os lugares, públicos e privados, como forma de diminuir o cancro do pulmão. Outras medidas de diminuição deste cancro passam, segundo os inquiridos, pelo aumento dos níveis de sensibilização e pela diminuição/ controlo dos níveis de poluição. O estudo revelou ainda que, para os portugueses, o cancro do pulmão é a mais grave doença oncológica, a que mais mata e aquela que apresenta menores possibilidades de cura, sendo que 66,7% não acredita na descoberta de uma cura nos próximos 10 anos.
 

 

MNI-Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.